66 % das mutações de câncer acontecem por pura falta de sorte, afirma estudo

Segundo a pesquisa publicada na Science, fatores ambientais e hereditários são responsáveis por apenas 29% e 5% respectivamente das falhas genéticas que provocam tumores e cânceres enquanto que 66% podem ser atribuídos a distúrbios no processo natural de duplicação do DNA.

Tratando-se de câncer, os livros sempre consideraram que as mutações celulares eram originadas por três fontes: a hereditariedade, fatores ambientais e a aleatoriedade. Até então, não sabíamos o quanto cada um desses fatores tinha influência na ocorrência de câncer. No entanto, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, descobriram através de um sequenciamento de genomas e dados médicos de pacientes com câncer o grau de influência de cada uma dessas condições. Segundo a pesquisa publicada na revista Science, 66% das mutações que contribuem para a formação de um câncer estão relacionadas a erros inevitáveis de replicação do DNA, 5% a fatores hereditários 29% a fatores ambientais como, por exemplo, tabagismo, alcoolismo, alimentação, entre outros.

Mas, CUIDADO! Não é porque o câncer ou tumor tem maior possibilidade de acontecer por fatores aleatórios que você vai ignorar as outras condições e exagerar, por exemplo, no consumo de bebidas e cigarro. Os resultados da pesquisa mostram que as condições ambientais ainda são o segundo maior fator causador de câncer. Inclusive, um dos autores do estudo, Cristian Tomasetti, faz a questão de destacar: “Já é bem conhecido que devemos evitar fatores ambientais como o tabagismo para reduzir nosso risco de ter câncer”.

O estudo também ajuda a reforçar a importância do diagnóstico precoce para reduzir as mortes por câncer decorrentes de mutações inevitáveis. E uma das maneiras de melhorar este diagnóstico precoce é investindo na pesquisa sobre os marcadores tumorais – substâncias encontradas no nosso sangue, urina ou em outros fluidos corporais que, se encontradas em quantidades diferentes das normais podem indicar a presença de um câncer. Ótimos exemplos de marcadores tumorais são o PSA e o CA15-3, substâncias que se encontram elevadas na maioria dos cânceres de próstata e mama, respectivamente.

Se você tem alguma dúvida sobre câncer ou quer aprender mais sobre, já fizemos dois vídeos no canal explicando como o câncer começa e sobre o câncer de mama. Em ambos os vídeos também falamos sobre marcadores tumorais e sobre como as mutações são fatores importantíssimos no aparecimento da doença.

Você pode assistir os vídeos abaixo:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s