CORONAVÍRUS LIMPOU O AR?

Sério, dá uma olhada nessa imagem.

EUr3l7VUwAE0Dir

Essa foto foi tirada no dia 03 de abril na cidade de Jalandhar, no norte da Índia, e foi a primeira vez em 30 anos que os moradores conseguiram ver o Himalaia, a mais de 200km de distância.

O motivo: a poluição atmosférica caiu aos menores níveis em décadas e isso pode estar relacionado ao isolamento social causado pelo coronavírus. E ainda, será que essa diminuiçao da poluição pode ser benéfica no combate à doença? Sejam bem-vindos ao Olá, Ciência!

Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 7 milhões de pessoas morrem todos os anos devido à algum tipo de complicação causada direta ou indiretamente pela exposição ao ar poluído [1]. Mas como a poluição atmosférica pode interferir especificamente na questão do coronavírus?

Bom, a gente já sabe que em um estudo de sobre o surto de coronavírus da SARS em 2003, os cientistas descobriram que as taxas de mortalidade pela síndrome respiratória aguda grave nas áreas mais poluídas da China eram duas vezes mais altas do que nas menos poluídas [2]. 

Já em um estudo de 2020 focado na pandemia de coronavírus, pesquisadores da Universidade de Harvard, investigaram a relação entre a poluição do ar e o número de mortes por COVID-19 em aproximadamente 3000 municípios dos Estados Unidos [3]. Eles observaram que nas cidades que apresentavam uma quantidade maior de partículas poluentes no ar,  a taxa de mortalidade por COVID-19 foi 15% maior até o momento.

Isso ocorre porque as partículas poluentes penetram no corpo e promovem sérios problemas respiratórios, além de doenças cardíacas e hipertensão, aumentando as complicações em pacientes com o novo coronavírus. Além disso, a inalação constante desses poluentes enfraquece o sistema imunológico, aumentando o risco de contrair COVID-19 e apresentar sintomas graves. 

Mas ao mesmo tempo em que a pandemia vem causando milhares de mortes no mundo, ela vem revelando um lado menos cruel. Isso porque as medidas de isolamento social implementadas para frear a disseminação do novo coronavírus parecem estar contribuindo para a redução dos níveis de poluentes no ar. 

Nessa imagem de satélite obtida pela NASA, nós conseguimos observar a concentração de dióxido de nitrogênio, que é um gás liberado na atmosfera por veículos automotores, indústrias e usinas termelétricas após a queima de combustíveis fósseis, como a gasolina ou o carvão mineral. Essa imagem representa a quantidade de dióxido de nitrogênio na China do dia 10 ao dia 25 de fevereiro de 2019, e quanto mais marrom no mapa, maior a concentração desse gás na atmosfera. Agora observem essa mesma região um ano depois, ou seja, em fevereiro de 2020, no momento em que as atividades do país estavam reduzidas à metade devido à pandemia. Nós não observamos áreas marrons no mapa, indicando uma drástica redução da emissão de dióxido de nitrogênio.   

De modo geral, entre o final de janeiro e o meio de fevereiro na China, as emissões de dióxido de nitrogênio reduziram 30 por cento, e as de dióxido de carbono, um outro gás que ajuda a avaliar a poluição do ar, reduziram 25 por cento, em comparação ao mesmo período de 2019 [4]. 

Essa redução também vem sendo observada em outros países do mundo.

Nos Estados Unidos, a quantidade de dióxido de nitrogênio no ar em março de 2020 reduziu drasticamente em diversas cidades. E olha que o isolamento social nos Estados Unidos começou apenas no dia 16 de março, o que significa que a redução da poluição já é notável em apenas duas semanas de isolamento [5]. Só na cidade de Nova York, as emissões de dióxido de nitrogênio reduziram 22%, e as de monóxido de carbono diminuíram 50% em comparação à 2019. 

Screenshot_6

Na Índia, onde a poluição do ar está entre as piores do mundo, em apenas uma semana de isolamento a quantidade de dióxido de nitrogênio e de partículas poluentes liberadas reduziu cerca de 70% na capital [6]. Surpreendentemente, algumas pessoas relataram ter visto o Himalaia pela primeira vez nos últimos 30 anos. Agora imagina você com menos de 30 anos, acorda todo dia de manhã e olha pela janela e não vê nada. Um dia você acorda e vê uma montanha de quilômetros de altura. Cara, deve ter sido bizarro.

janela-poluicao
Montagem para exemplificar a narrativa da história
janela-limpa
Montagem para exemplificar a narrativa da história

Essa imagem aqui é impressionante, pessoal. Vejam como era a visão do monumento chamado Porta da India, em Nova Dehli, em novembro do ano passado, e como está agora. 

E aí pessoal? Gostando do vídeo? Eu queria pedir vocês para não se esquecerem de clicar no gostei, se inscreverem no canal e compartilharem o nosso conteúdo pelas redes sociais. Gostaria também de lembrar pra que você conheça o nosso programa de membros do canal, clicando no botão seja membro aqui embaixo, assim você descobre como pode apoiar a causa da divulgação científica e o nosso trabalho sério por aqui, beleza?

Bom e no Brasil? Bem, aqui não está sendo diferente. Satélites da Agência Espacial Europeia que monitoram os poluentes na atmosfera registraram uma redução da quantidade de poluentes no ar, principalmente o dióxido de nitrogênio, nos centros urbanos do Brasil. Os maiores impactos são observados nas regiões metropolitana de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba [7].

analise-poluicao-sp-rj-002-

Considerando o aspecto da poluição, as notícias parecem boas não é mesmo? Mas não podemos nos enganar, porque é comum que em momentos de incerteza, como esse, as emissões de gases poluentes diminuam devido à redução da atividade econômica. Por exemplo, nós já falamos aqui no canal sobre a redução da poluição durante a greve dos caminhoneiros em 2018, lembram? 

O problema é que cessada a crise, as emissões de gases poluentes voltam a subir, as vezes mais rapidamente que o normal. Após a crise financeira de 2008, por exemplo, as emissões de carbono subiram 5% repentinamente, como resultado dos estímulos financeiros dados ao setor de combustíveis. E infelizmente isso já está ocorrendo na China. Após o afrouxamento das medidas de isolamento social, e com algumas indústrias voltando a funcionar, a poluição do ar já voltou aos níveis que estavam antes do coronavirus.   

E por isso, eu quero deixar uma reflexão. Você também tá sentindo o ar mais limpo na sua cidade? Não sei aí de onde você assiste o vídeo, mas aqui em Belo Horizonte as vezes eu olho pela janela e vejo o céu mais azul, o ar mais puro. Talvez seja só uma impressão de alguém que literalmente está vendo a vida passar pela janela e só agora está observando os detalhes. O planeta parece estar mais quieto e temporariamente mais limpo. Toda essa experiência provocada pelo isolamento nos mostra um mundo que nós raramente paramos pra observar. Qual mundo você quer ter depois da pandemia? Um grande abraço, valeu!

Referências bibliográficas:

[1] https://www.who.int/news-room/air-pollution

[2] PDF–229K

[3]https://www.nationalgeographic.com/science/2020/04/pollution-made-the-pandemic-worse-but-lockdowns-clean-the-sky/

[4]https://earthobservatory.nasa.gov/images/146362/airborne-nitrogen-dioxide-plummets-over-china

[5]https://www.nationalgeographic.com/science/2020/04/pollution-made-the-pandemic-worse-but-lockdowns-clean-the-sky/

[6] https://edition.cnn.com/2020/03/31/asia/coronavirus-lockdown-impact-pollution-india-intl-hnk/index.html

[7] https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/04/10/confinamento-diminui-poluicao-em-sp-rio-e-outros-centros-urbanos-veja-imagens-feitas-com-dados-de-satelite.ghtml

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s